A SBNPed vem a público para orientar os pais e responsáveis de crianças portadoras de doenças neurocirúrgicas de como proceder em algumas situações. 

Meu filho tem uma cirurgia agendada:
1. Converse com a equipe médica.
2. Se a cirurgia não for de urgência a melhor estratégia é adiá-la.
3. Caso ele tenha sintomas gripais e febris a cirurgia não deve ser realizada nesse momento a não ser que seja de extrema emergência. A equipe médica deve ser comunicada desses sintomas para a proteção dela e de outros pacientes.
4. Se a cirurgia é de urgência ou emergência, o hospital onde será realizada a cirurgia deve ter protocolos claros de proteção à criança. Quanto menor o tempo de internação melhor.
Meu filho tem consulta agendada, devo ir?
1. Se for uma consulta de rotina evite ir nesse momento, comunique-se com seu médico e defina uma melhor data para a revisão.
2. Uma opção autorizada nesse momento pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pelo Ministério da Saúde (MS) é a realização da consulta por telemedicina. Ela pode não substituir totalmente a consulta tradicional, mas para este momento pode ser um método bem útil.
3. Houve uma piora neurológica maior e o ambulatório ou o consultório esta fechado. Procure uma emergência preferencialmente em hospital pediátrico, tente diminuir o tempo em sala de espera. Lembre-se que se seu filho estiver com febre e quadro respiratório, você deve informar a equipe de saúde. Ele não deixará de ser assistido, mas a equipe poderá tomar as medidas de proteção adequada.

Importante: Algumas doenças neurocirúrgicas são muito mais graves do que a infecção do Corona vírus, se seu filho esta em urgência ou piorou de um quadro clínico pré-existente, procure o seu neurocirurgião pediátrico. O receio com o COVID 19 não deve atrapalhar que seu filho seja tratado adequadamente.

Dr. Ricardo De Amoreira Gepp - Diretor executivo SBNPed (2019-2021)