Select

O que é Neurocirurgia Pediátrica?

Recentemente, uma notícia envolvendo o filho dos apresentadores de televisão Luciano Huck e Angélica teve repercussão nacional. Benício, de 11 anos de idade, sofreu um traumatismo craniano enquanto praticava wakeboard na baía da Ilha Grande, área turística no sul do estado do Rio de Janeiro. Devido ao impacto da prancha em sua cabeça, o garoto teve que ser submetido a uma neurocirurgia de urgência. Foi atendido e operado por um neurocirurgião pediátrico.

Mas... o que é a Neurocirurgia Pediátrica?

Se a sua criança tem um problema cirúrgico comprometendo o sistema nervoso (cérebro ou medula), o neurocirurgião pediátrico é o profissional mais capacitado para tratá-lo.

As enfermidades neurocirúrgicas vistas pelos neurocirurgião pediátrico são muito diferentes daquelas comumente atendidas pelo neurocirurgião geral.

O treinamento específico na área e o conhecimento das doenças pediátricas são fatores fundamentais para o sucesso do tratamento, além de um relacionamento adequado com os familiares. 

Crianças e adolescentes jamais devem ser tratados como “adultos pequenos”, pois apresentam particularidades e cuidados específicos.

Por: Dr. Ricardo Santos de Oliveira (CRM 81527) - Presidente SBN-Ped 2019-2021

Qual é o tipo de treinamento que o Neurocirurgião Pediátrico deve ter?

Os neurocirurgiões pediátricos são médicos e possuem a seguinte formação:

- Graduação em Medicina (6 anos);

- Residência médica em Neurocirurgia Geral (5 anos);

- Título de especialista em Neurocirurgia (Sociedade Brasileira de Neurocirurgia  - SBN e/ou Ministério Educação – MEC);

- Treinamento e especialização específicos em Neurocirurgia Pediátrica em serviços de grande porte no Brasil e/ou no Exterior. A Sociedade Brasileira de Neurocirurgia Pediátrica recomenda pelo menos 6 (seis) meses de treinamento intensivo e, no mínimo 45 neurocirurgias pediátricas / ano;

- Participação em cursos, congressos dentro da área de Neurocirurgia Pediátrica;

- publicações científicas e apresentações regulares em eventos dentro da área;

Quais são os problemas tratados pelo Neurocirurgião Pediátrico? 

Neurocirurgia Pediátrica é uma especialidade neurocirúrgica que trata de doenças neurológicas congênitas e adquiridas na infância.

As cirurgias neurológicas em crianças são delicadas e há risco relacionado ao sangramento, pois a criança tem as estruturas do sistema nervoso ainda em desenvolvimento e tem um volume sanguíneo corpóreo restrito.

Em geral, as principais doenças neurocirúrgicas tratadas pelo neurocirurgião pediátrico de forma isolada ou em parceria com outras áreas incluem;

  • Deformidades craniofaciais (craniossinostoses, displasias);
  • Deformidades da coluna vertebral;
  • Traumatismos craniencefálico, raquimedulares e dos nervos periféricos;
  • Anormalidades da marcha (espasticidade);
  • Doenças congênitas, tais como a hidrocefalia, mielomeningocele, cistos, entre outros;
  • Tumores cerebrais, raquimedulares e dos nervos periféricos;
  • Anomalias vasculares, tais como malformação artério-venosa, aneurismas cerebrais, cavernomas
  • Neurocirurgia funcional para tratamento de doenças do sistema nervoso central

Onde você pode encontrar um neurocirurgião pediátrico? 

Entre em contato com a Sociedade Brasileira de Neurocirurgia Pediátrica  - SBN-Ped para que possamos indicar um profissional mais próximo e capacitado. 

A SBN-Ped possui uma lista de membros certificados pela SBN, com atuação em Neurocirurgia Pediátrica.

Cuidar de sua criança…

Crianças não são adultos pequenos! A percepção e a cooperação com história clínica e com exames físico e neurológico não são as mesmas quando atendemos um adulto. O treinamento específico na área possibilita que o neurocirurgião pediátrico possa reconhecer alterações e antecipar medidas minimizando os efeitos de doenças graves. A relação com os responsáveis pela criança deve ser de extrema relevância, respeitosa e pautada na confiança, para que os objetivos sejam alcançados.

É importante que o neurocirurgião pediátrico tenha suporte em hospitais capacitados para o acolhimento da sua criança, através de unidades específicas pediátricas. É comum o neurocirurgião pediátrico trabalhar em equipes multidisciplinares, possibilitando assim uma integração completa no tratamento da criança ou do adolescente.