Faz parte da rotina dos Neurocirurgiões Pediátricos receber, em ambulatórios ou
consultórios, famílias em estado de intensa ansiedade devido a um bebê com “fechamento precoce da fontanela”, também amplamente conhecida como “moleira”. Na verdade, a grande maioria destes casos não representa situações anormais e não exige qualquer tipo de tratamento, quanto mais uma cirurgia.